OSÚMARÉ

Osúmaré, ou em português Oxumaré, é um Òrisà de grande riqueza, quer espiritual quer material. Senhor do Arco-Íris (o seu nome em Yoruba simboliza exactamente isso), é dono de todos os ciclos, sendo um Òrisà de acção extremamente rápida. Pai da ambiguidade e de tudo o que é ambíguo, Osúmaré é macho e fêmea, é agua e terra; simboliza o mortal e o imortal. Une tudo o que é oposto, realizando o motivo e as acções necessárias para que exista transformação.
È a DAN, cobra macho do Candomblé, detentor do dinamismo do Universo.

Dan – Masculino, continuidade dos corpos celestes
Bessen – Feminino, juventude, riqueza e fortuna


Personalidade dos filhos de Osúmaré:

São dinâmicos, inteligentes e dotados de espírito curioso; destacam-se pela ironia. Gostam de “fofocas” e do diz que disse; são intrigantes, como tal, seduzem e divertem.
Não são brutos nem grosseiros, mas pode ser perigosos pela maledicência.
Possuem grande intuição.

Dia da semana: Terça-feira
Alguns Metais de Osúmaré: Cobre e a Prata
Cores: Todas as cores (Arco-íris)
Alguns Símbolos de Osúmaré: Serpente e Arco-íris
Elementos: Terra e Ar
Algumas Folhas de Osúmaré: Alfavaca de cobra, etc…
Saudação: Aruboboi Dan!
Para quem atende ao Sincretismo: São Bartolomeu