OSÚN

Osún ou em português Oxum, é a dona de todos os cursos de água doce, como por exemplo rios e cachoeiras. Está fortemente ligada ao ouro bem como à protecção dos bebés quando ainda no ventre materno. Aliás, Osún é muito afectuosa com as crianças, sendo uma mãe zelosa e extremosa, conforme poderá ser constatado pela análise cuidadosa de alguns dos seus orikis.
Muito vaidosa em algumas qualidades, guerreira e intempestiva noutras, gosta de presentes e adornos, de harmonia e tudo o que é belo. Osún é, por si só, significado de beleza, sendo Ela própria um dos Òrisàs mais deslumbrantes do Candomblé.
Osún é a Lua, a Mãe, a Mulher e a Sacerdotisa, podendo ser considerada o Òrisà do amor.


Algumas Qualidades de Osún:

Osún Apará, Aboto, Ipetu, Karé, Odo, Yepondá, etc, …

Personalidade dos filhos de Osún:

São pessoas graciosas, simpáticas e em regra geral elegantes.
São um símbolo de charme e beleza, são sensuais.
Sobre a sua aparência sedutora, escondem muitas vezes uma vontade e desejo de ascensão social.
São ainda calmas, emotivas e choram facilmente.
São astutos, conjugando tudo o que querem com imaginação e intriga.
Estas pessoas às vezes são desconfiadas e possuidoras de grande intuição, que muitas vezes é posta ao serviço da astúcia.

Dia da semana: Sábado
Alguns Números de Osún: 16
Algumas cores de Osún: Amarelo ouro
Alguns Símbolos de Osún: Abébé
Elementos: Água doce
Alguns Metais de Osún: Ouro amarelo
Alguns Minerais de Osún: Topázio brilhante e âmbar
Algumas Flores de Osún: Rosas amarelas
Saudação: Ara Yé Yeu (Au Fi Deliman)!
Para quem atende ao Sincretismo: Todas as Nossas Senhoras (excepto N. Srª das. Candeias, dos Navegantes e da Conceição)